Uma nova oportunidade para os que não se inscreveram  no prêmio Vivaleitura: o prazo final para a realização de inscrições foi prorrogado até sexta-feira, 28. Até o último dia 21, a Organização dos Estados Ibero-Americanos para Educação, Ciência e Cultura (OEI), que coordena o concurso, já tinha recebido 530 inscrições. Estão aptos a concorrer projetos de leitura em andamento, iniciados antes de 2013, ou experiências concluídas no período de janeiro de 2013 a julho de 2014.

 

Este ano, o vencedor em cada uma das quatro categorias receberá R$ 25 mil. No total, o Vivaleitura distribuirá R$ 100 mil. Os ganhadores serão conhecidos em 16 dezembro, em Brasília, em solenidade no Salão Nobre do Congresso Nacional. As inscrições são  gratuitas, podem ser feitas pela internet, na página do Vivaleitura, ou por via postal, como carta registrada, com aviso de recebimento, para o endereço: Prêmio Vivaleitura 2014 – SHS, quadra 6, conjunto A, bloco C, sala 919, Complexo Brasil 21 – CEP 70316-109, Brasília, DF.

 

Promovido pelos ministérios da Educação e da Cultura, o prêmio tem como objetivos estimular e fomentar a leitura, a formação cidadã e reconhecer as melhores experiências de promoção de leitura desenvolvidas no país. Conforme o regulamento da sétima edição, são quatro categorias: 1. Bibliotecas Públicas, Privadas e Comunitárias, que abrange projetos desenvolvidos em bibliotecas de acesso público. 2. Escolas Públicas e Privadas, que contempla experiências escolares com abrangência de toda a escola ou apenas uma sala de aula, uma série ou biblioteca da unidade, desde que os responsáveis sejam professores, diretores, bibliotecários ou coordenadores. 3. Práticas Continuadas de Leitura em Contextos e Espaços Diversos Desenvolvidos pela Sociedade, que abrange experiências formais ou informais no campo da leitura desenvolvidas por profissionais ou voluntários vinculados a organizações não governamentais, instituições de educação superior, instituições sociais e empresas públicas e privadas. 4. Promotor de Leitura (pessoa física), experiências desenvolvidas por cidadãos por iniciativa pessoal, sem personalidade jurídica formalizada. Se o projeto for de um coletivo, este deve eleger um representante.

Mais informações sobre o prêmio no regulamento da edição de 2014.

Related Articles