O Ministério da Educação (MEC)  autorizou a transferência de R$ 99 milhões que serão destinados na implementação da educação em tempo integral no ensino médio.  Segundo o publicado pela Agência Brasil de, os recursos serão distribuídos entre todos os estados e o Distrito Federal, com exceção do Mato Grosso. O governo de Sergipe ampliou a oferta de unidades escolares de Ensino Médio que aderiram ao modelo integral – Programa Escola Educa Mais. Em 2017 eram 17 unidades escolares que adotaram o modelo, quando foi projetado uma ampliação para 24 unidades neste ano de 2018.

 

A nova liberação de verbas tem o propósito de complementar o pagamento da primeira parcela de recursos correspondentes ao ano de 2019. Para receberem o investimento, os estados devem encaminhar seus planos de trabalho para a aplicação de educação em tempo integral, com indicação das escolas onde serão implementadas as ações relativas. 

 

A liberação foi feita no âmbito do Programa de Fomento às Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral. O projeto busca viabilizar uma das ações previstas no novo ensino médio, aprovado em lei em 2017, de ampliar a educação em tempo integral. Os estudantes passam a participar de atividades na escola 7h por dia e não mais 5h ou 4h, como ocorre atualmente na maioria das escolas. 

 

Ainda segundo a Agência Brasil, o dinheiro do programa pode ser usado, entre outras coisas, para remuneração e aperfeiçoamento de professores e dos demais profissionais da educação; para aquisição, manutenção, construção e conservação de instalações e equipamentos necessários ao ensino; aquisição de material didático-escolar e manutenção de programas de transporte escolar. 

 

Related Articles