Estudantes que vão participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2021) devem ficar atentos a algumas medidas de segurança sanitária que foram adotadas com relação à sua realização. O Enem, tanto na versão impressa, quanto na versão digital, será aplicado nos dias 21 e 28 de novembro. As regras foram criadas especialmente para combater a disseminação do Covid-19. 

 

Neste ano, do mesmo modo que a edição de 2020, será obrigatório o uso de máscara facial nos locais de aplicação. Participantes que estejam com Covid-19 ou com outras doenças infectocontagiosas não devem comparecer ao exame e podem solicitar a reaplicação. O descumprimento das regras poderá levar à eliminação do candidato.

 

Assim, é importante realçar que, dentro de sala, os candidatos deverão permanecer com a máscara durante toda a realização do exame, esta que deve ser usada da maneira correta, cobrindo o nariz e a boca, sob pena de eliminação do concurso. Os participantes poderão levar máscaras para trocar durante a aplicação, seguindo a recomendação de especialistas da área de saúde.

 

Ainda consta no edital referente ao Enem 2021 que o equipamento de proteção poderá ser retirado apenas para a identificação dos participantes, para comer e beber. Outra observação é a de que o participante que precise retirar a máscara, não pode tocar na parte frontal dela, e deve, em seguida, higienizar as mãos com álcool em gel próprio ou fornecido pelo aplicador. Também é determinado que as mãos devem ser higienizadas também quando os participantes forem ao banheiro e no decorrer do exame.

 

Outra regra adotada para o Enem 2021 diz respeito à questão do distanciamento social. Está previsto eu as salas estarão dispostas de forma a assegurar a distância entre os participantes. Candidatos diagnosticados com Covid-19 ou outras doenças infectocontagiosas na semana que antecede o primeiro ou o segundo dia de prova do Enem não devem comparecer aos locais de prova e podem solicitar a reaplicação do exame. Além da Covid-19, essa regra se aplica a candidatos com tuberculose, coqueluche, difteria, doença invasiva por Haemophilus influenza, doença meningocócica e outras meningites, varíola, influenza humana A e B, poliomielite por poliovírus selvagem, sarampo, rubéola e varicela.

 

Os candidatos atingidos pelas enfermidades acima descritas terão até cinco dias úteis depois da Exame para solicitar reaplicação da prova. A solicitação deve ser feita na Página do Participante, acompanhando de documentos comprobatórios.

 

 

Related Articles