Nesta terça-feira (01/12), o Conselho Estadual de Educação (CEE) de Sergipe outorgou o diploma de Honra ao Mérito Educacional ao Monsenhor José Carvalho de Souza. O evento aconteceu no auditório do Museu da Gente Sergipana e contou com a presença de diversas personalidades ligadas à área da educação, a citar o secretário estadual Jorge Carvalho e a secretária municipal Márcia Valéria Santana.

 

O Diploma é concedido anualmente a personalidades que prestaram relevantes serviços no campo educacional em Sergipe. A indicação do nome do Monsenhor Carvalho partiu da conselheira Marieta Oliveira, sendo aprovada por unanimidade por todo o CEE/SE.

 

Na solenidade de entrega do Diploma, o presidente do Conselho José Joaquim Macêdo  saudou a todos, discorreu sobre a passagem do homenageado no CEE/SE e reafirmou a premissa da justificativa da diplomação. “Justíssima homenagem a um homem que tanto fez pela educação neste estado”, referendou Joaquim. A conselheira Marieta disse estar emocionada com a homenagem e realçou: “Fui agraciada por ter sido aluna deste grande educador e por fazer parte de um sistema educativo que sofreu a sua influência”.

 

Representando as escolas particulares de Sergipe, o professor Reni Damasceno destacou que muitos aprenderam com o Monsenhor Carvalho: “É um aprendizado que vai além do convencional”. O secretário Jorge Carvalho realçou a importância do homenageado para o sistema educativo. Por sua vez, o homenageado, em um discurso leve e descontraído, lembrou de certos nomes da educação em Sergipe, disse estar muito feliz com a homenagem e agradeceu a todos.

 

Compareceram, também, ao evento correligionários e amigos do Monsenhor Carvalho. Após a solenidade todos foram agraciados com um coquetel, abrilhantado pelo piano do músico João Moura.

 

O Monsenhor Carvalho foi conselheiro do CEE/SE em 1968. A sua relação com a educação começou cedo. Um ano após seu ordenamento, no dia 12 de março de 1957, foi nomeado reitor do Seminário Arquidiocesano e capelão da Igreja S. Coração de Jesus, em Aracaju. O homenageado percorreu carreira na educação durante vários anos, atuando especialmente como diretor do Colégio Arquidiocesano. Foi nomeado pelo Papa João Paulo II, em 2002, para a condição de Monsenhor.

 

/* Style Definitions */ table.MsoNormalTable {mso-style-name:”Tabela normal”; mso-tstyle-rowband-size:0; mso-tstyle-colband-size:0; mso-style-noshow:yes; mso-style-priority:99; mso-style-qformat:yes; mso-style-parent:””; mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt; mso-para-margin-top:0cm; mso-para-margin-right:0cm; mso-para-margin-bottom:10.0pt; mso-para-margin-left:0cm; line-height:115%; mso-pagination:widow-orphan; font-size:11.0pt; font-family:”Calibri”,”sans-serif”; mso-ascii-font-family:Calibri; mso-ascii-theme-font:minor-latin; mso-fareast-font-family:”Times New Roman”; mso-fareast-theme-font:minor-fareast; mso-hansi-font-family:Calibri; mso-hansi-theme-font:minor-latin;}

Related Articles